Só Jesus Cristo é o Senhor

Vivas de Alegria(pastor geciano vieira)

Vivas de Alegria

INTRODUÇÃO

Frase: No livro "Vida Total da Igreja" de Darrel W. Robinson, sempre que ele faz referência ao culto da igreja, ele menciona a necessidade do povo ser envolvido em "cânticos de júbilo", sugerindo uma adoração festiva.

Frase: Não pode haver felicidade quando as coisas nas quais acreditamos são diferentes das que fazemos.

O nome Joel significa, literalmente, “Jeová é Deus”.  DATA. 835-805 aC.

Joel profetizou numa época de grande devastação de toda a terra de Judá. Uma enorme praga de gafanhoto havia despido a zona rural de toda a vegetação, destruiu até as pastagens tanto das ovelhas como do gado, até mesmo tirou a casca das árvores de figo. Em apenas algumas horas, o que tinha sido uma terra bonita, verdejante, havia se tornado um lugar de desolação e destruição. Descrição contemporânea do poder destrutivo dos enxames de locustas confirma a descrição de Joel acerca da praga. A praga das locustas acerca do que Joel escreveu era maior que qualquer um jamais havia visto. Toda a safra foi perdida, e as sementes da safra para o plantio seguinte também foram destruídas. A fome e a seca se apoderaram de toda a terra. Tanto o povo como os animais estavam morrendo. Ela foi tão profunda e desastrosa, que Joel viu uma explicação: era o julgamento de Deus.

 

 

 

TEXTO. JOEL 2:21-27. TEMA: VIVAS DE ALEGRIA.

 

Vivas. Exclamação de aplausos ou de felicitação, aclamação entusiasmo. Alegria. Sentimento de felicidade contentamento, jubilo.

1. A SITUAÇÃO DE JUDA ERA DE DESTRUIÇÃO PELOS GAFANHOTOS (CONSEQUENCIA DAS ATITUDES).  Deus manda o povo se converter de coração. Joel 2:12-16

2. A RESPOSTA DE DEUS VEIM LOGO EM SEGUIDA. A causa é agora dirigida por Deus Joel 2:18-20. (a maior parte dos invasores de Israel veio do norte, os gafanhotos que invadem a palestina são freqüentemente levados pelos ventos fortes).

Aquilo que te causa tristeza na maioria das vezes vem de fora.

 

 

3. A PROMESSA DE VIVAS DE ALEGRIA JOEL 2: 23-27. A chuva temporã e serôndia. Havia sempre duas estaçãoes chuvosas na palestina, a primeira em outubro que preparava a terra para o cultivo e a segunda, em abril que dava as plantas força necessária para produzir fruto que amadurecesse com o sol do verão.

 

J.B. Phillips, no seu livro "Seu Deus é Pequeno Demais", denuncia os conceitos inadequados que muitos têm sobre Deus e um desses conceitos é "o Deus Negativo", que é próprio das pessoas que têm um masoquismo espiritual, achando que Deus não lhe permitirá serem expansivos, alegres e bem sucedidos. (Revista UniJovem Ano XIX Nº 79, pg 21).

Pastor Geciano Vieira.

Igreja Batista Nova Aliança

Guadalupe -Piaui

Pesquisar no site

Foto utilizada com a permissão da Creative Commons Neil Armstrong2  Redação: Pastor Geciano Vieira