Só Jesus Cristo é o Senhor

Merito ou Greça(pastor geciano vieira)

 

 2 Co 5.17-19; Ef 2.8,9; Tt 3.4

 

"Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie;" (Ef 2.8,9)

 

A questão do mérito e da graça é o cerne do debate histórico entre a teologia Romana e o protestantismo. Uma das principais declarações da Reforma foi; sola gratia a salvação é somente pela graça de Deus.

Os crentes não levam nenhum mérito propriamente diante do tribunal de Deus, mas confiam unicamente em sua misericórdia e graça.

 

(Tito 2:11) -  Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens,

 

Mérito é definido como aquilo que é devido ou merecido. A justiça exige que o mérito seja dado onde ele é merecido. Mérito é algo devido a uma pessoa por seu desempenho. Se não é recebido, uma injustiça é cometida.

 

(Romanos 4:20 -22.  E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus,

 - E estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para o fazer.

 - Assim isso lhe foi também imputado como justiça.

 

A teologia católica Romana fala três tipos distintos de mérito.

 

1.    Mérito condigno, o qual é tão meritório que impõe uma obrigação de recompensa.

 

(Salmos 8:4) - Que é o homem mortal para que te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites?

(Salmos 144:3) - SENHOR, que é o homem, para que o conheças, e o filho do homem, para que o estimes?

 

2.    Mérito congruente, o qual, embora não seja tão elevado como o mérito condigno, contudo é "apropriado ou congruente" para Deus recompensá-lo. O mérito congruente é alcançado pela prática das boas obras, em conjunção com o sacramento de penitência.

 

Tito 3:3-5. Porque também nós éramos noutro tempos insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros.

- Mas quando apareceu a benignidade e amor de Deus, nosso Salvador, para com os homens,

- Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo,

 

3.     Mérito Super-rogatório, que é o mérito acima e além do chamado para dever. É o mérito excessivo conquistado pelos santos. Este mérito é depositado no tesouro do qual a Igreja pode tirar para aplicar na conta daqueles que não têm mérito suficiente para progredir do purgatório para o céu.

(Romanos 14:12) -  De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.

 

A teologia Sistemática nega e "protesta" contra todas essas três formas de méritos, declarando que o único mérito que temos à nossa disposição é o mérito de Cristo, o qual chega até nós pela graça, por meio da fé.

A graça é o favor não merecido de Deus. É uma ação ou disposição de Deus em nosso favor. Crescemos na graça, não por uma medida quantitativa de alguma substância dentro de nós, mas pela assistência misericordiosa do Espírito Santo que nos habita, o qual age graciosamente em nosso favor e sobre nós. Os meios de graça que Deus dá para nos assistir na vida cristã incluem as Escrituras, as ordenanças, a oração, a comunhão e a nutrição da igreja.

 

Nossa salvação é sola gratia - somente pela graça.

Não temos nenhum mérito pelo qual Deus seja obrigado a nos salvar.

A teologia católica romana faz distinção entre mérito condigno, congruente e superrogatório.

Todos os três são rejeitados pelos protestantes.

Graça é o favor ou a misericórdia de Deus em nosso favor, que não merecemos.

 

Mensagem Ministrada no Culto de Ceia da Igreja Batista Nova Aliança em Guadalupe – PI, no dia 17 de Abril de 2011.

Autor: Pastor Geciano Vieira.

Adaptação da Redação: 2º Caderno Verdades Essenciais da Fé Cristã

R.C.Sproul. Editora Cultura Cristã.

Site: Edificação Espiritual                           gecianovieira.webnod.com.br

Blogg: PASTOR GECIANO VIEIRA         prgeciano.blogspot.com.br

Amail; prgeciano@hotmail.com ou gevianovieira@yahoo.com.br

 

 

 

Pesquisar no site

Foto utilizada com a permissão da Creative Commons Neil Armstrong2  Redação: Pastor Geciano Vieira