Só Jesus Cristo é o Senhor

Genesis 3

por John Lightfoot

1 Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim? 2 E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos, 3 Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais. 4 Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. 5 Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. 6 ¶ E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela. 7 Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais (Gn. 3:1-7).

A mulher, pensando ser um bom anjo que lhe falara no corpo da Serpente, entra em comunicação com o diabo, que, fazendo-a tanto acrescentar como diminuir da ordenança que lhes havia sido dada, torna-se mais insolente. Tenta-a e a seduz pelo desejo da carne, pelo desejo dos olhos, e pela soberba da vida (ver 1Jo. 2:16). E ela persuade seu marido, de forma que ambos caem no mesmo dia em que foram criados (Gn. 9:1-3; Sl. 49:12).

8 E ouviram a voz do SENHOR Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e esconderam-se Adão e sua mulher da presença do SENHOR Deus, entre as árvores do jardim. 9 E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás? 10 E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me. 11 E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses? 12 Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi. 13 E disse o SENHOR Deus à mulher: Por que fizeste isto? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. 14 Então o SENHOR Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida. 15 E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. 16 E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor, e a tua conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará. 17 E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. 18 Espinhos, e cardos também, te produzirá; e comerás a erva do campo. 19 No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás (Gn. 3:8-19).

Cristo é prometido antes de o homem e a mulher serem repreendidos. E eles também são interrogados antes da repreensão. Isso não foi concedido a Satanás, pois Deus havia misericórdia reservada para aqueles, mas não para este. A maldição não é sobre o homem propriamente dito, mas sobre a terra, a fim de ensiná-lo a se devotar às coisas do alto e não ao chão maldito. E também não deveria buscar um Reino de Cristo terreno neste mundo que o Senhor amaldiçoou.

20 E chamou Adão o nome de sua mulher Eva; porquanto era a mãe de todos os viventes. 21 E fez o SENHOR Deus a Adão e à sua mulher túnicas de peles, e os vestiu. 22 Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente, 23 O SENHOR Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado. 24 E havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida (Gn. 3:20-24).

Adão apreende a promessa e nela se firma pela fé e, em evidência de sua fé ele nomeia a sua esposa de Eva (ou Vida), porque ela seria a mãe de Cristo segundo a carne, por quem a vida haveria de vir. Também seria a mãe de todos os crentes que, pela fé, haveriam de nele viver. Para um sinal e selo externo de tal fé, e a fim de [ensinar] uma expressão mais avançada e mais viva desta, Deus lhe ensina [a Adão] o rito do sacrifício, deitando morto Cristo diante de seus olhos em uma silhueta visível. Com a pele das bestas sacrificadas Deus ensina ele e sua esposa a vestir seus corpos. Assim, a primeira coisa a morrer no mundo é essa sombra de Cristo.

[1 Assim os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados. 2 E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito. 3 E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera (Gn. 2:1-3)].

Imagine incluídos, ao fim deste capítulo, os três primeiros versículos do capítulo 2 a respeito do Sábado a ser observado, e imagine a cronologia histórica desta forma: Adão caído, repreendido e recuperado, instruído e expulso do Éden no sexto dia. O dia seguinte, por ordem de Deus, ele guarda para um Sabbath, ou descanso sagrado, empregado unicamente para deveres religiosos. Ora, o motivo pelo qual essa passagem se encontra onde está (no capítulo 2) é, parcialmente, que Moisés [i.e., o autor de Gênesis] estruturou os sete dias, ou a primeira semana do mundo, em um conjunto sem interposição. E, parcialmente, é porque ele mostrou, ao inseri-la antes da queda de Adão, que, mesmo se ele tivesse persistido em inocência, ainda assim teria que observar o Sábado.

O sétimo dia ou Sábado não é limitado no texto da mesma forma que os demais são, pois não é dito ao seu respeito “noite e manhã foi o sétimo dia”, o que pelo contrário foi dito a respeito deles. Isso porque haveria de vir uma época em que ele teria um novo começo e um novo fim. Embora para os judeus ele seja de uma tarde à tarde seguinte, isso não foi inicialmente expressado.

Pesquisar no site

Foto utilizada com a permissão da Creative Commons Neil Armstrong2  Redação: Pastor Geciano Vieira