Só Jesus Cristo é o Senhor

Evangelização Relacional

30/04/2011 12:13

Série: Evangelização Relacional
José Bernardo

Uma das descobertas científicas mais importantes nas últimas décadas foi os neurônios espelho. Essa descoberta fará pelo estudo do cérebro o que a descoberta do DNA fez pela biologia. Os neurônios espelho são grupos de células no cérebro que se ativam da mesma forma, tanto quando o sujeito observa outros fazerem, como quando faz ele mesmo a ação. As pesquisas são ainda muito recentes, mas sugerem que aprendemos através de gravar e repetir, em nosso cérebro, as ações de outros e entendemos as intenções e sentimentos dos outros ao recordar de nossas próprias ações e sentimentos.

Há alguns anos um pesquisador surpreendeu o meio esportivo comprovando que um time de voleibol treinado assistindo jogos obteve resultados melhores do que outro que treinou exercitando os fundamentos do esporte. Agora vão ficando mais claras as razões. Também faz ainda mais sentido ouvir Paulo dizendo: “Irmãos, sigam unidos o meu exemplo e observem os que vivem de acordo com o padrão que lhes apresentamos.” Fp 3:17. A vida cristã, tanto como o pecado, se aprende imitando. Isso deve nos fazer muito mais criteriosos como os movimentos e ações que observamos outros fazendo, na vida real, no cinema ou no vídeo game.

Gravamos em nossa mente as ações dos outros e tendemos a reproduzi-las. As crianças tem um sistema neural mais complexo, mais dispersivo e mais lento, mesmo assim podemos ver como repetem o modo de comer, sentar ou falar dos adultos à volta. No início da puberdade o cérebro começa a se tornar mais especializado e mais rápido, e os neurônios espelho começam a funcionar com maior eficiência. Parece que são principalmente eles que levam os adolescentes a repetirem os atos uns dos outros, criando ondas espontâneas no modo de vestir, de falar e de se mover. Essa é uma capacidade importante no ajuste social do adolescente. Por outro lado, como o cérebro racional demora mais tempo para amadurecer, o adolescente tem dificuldade em decidir o que deve e o que não deve imitar. Para isso, precisam contar com o critério dos adultos à sua volta.

Quando falamos de evangelização relacional, os neurônios espelho tem uma função chave. Nossa capacidade de imitar nos permite encontrar em nossa mente as palavras que o outro está dizendo, os gestos que está fazendo, os sentimentos que está demonstrando. Podemos compreender o outro e, do mesmo modo, nos fazermos compreendidos. Também devemos estar prontos a nos tornar modelo para que outros cresçam na fé.

Tratei desse assunto com mais profundidade em meu livro Líder Adolescente. Esse também é o tema de nossa Escola Intensiva de Evangelização – Pacificadores, de 2 a 8 de março de 2011, em Campina Grande na Paraíba. Receberemos dezenas de adolescentes e jovens para uma semana de treinamento intensivo em evangelização relacional. Pelo menos um jovem de sua igreja deve participar. Para informações e inscrições, clique no banner abaixo.

Bookmark and Share

Posts Relacionados

  1. Pura emoção
  2. Presidente Prudente – SP
  3. Marília – SP
  4. Adolescentes podem liderar!
  5. ALICERCE: Faltam 4 dias!
  6. prgeciano.blogspot.com
  7. www.gecianovieira.webnod.com.br
Voltar

Pesquisar no site

Foto utilizada com a permissão da Creative Commons Neil Armstrong2  Redação: Pastor Geciano Vieira